1.18.2014

On the road (ou "Como subverter um leão por dia") - parte 2

Postado por PriAliança às 23:08
Vou tentar não incluir na minha narrativa elementos que possam expor ou constranger ninguém. Se alguém se sentir ofendido de alguma forma, deixe um comentário avisando, plix. não me processe. Eu não tenho dinheiro. Você vai gastar com advogado e eu nunca vou pagar sua indenização. Posso até ir presa, mas não tenho como pagar mesmo. Nada, nadinha.

Acaba amanhã a primeira semana do PDPI. Foi uma semana louca. É muita coisa pra internalizar de uma vez, pense! Outro clima, outro fuso-horário, outra rota de ônibus, um câmpus GIGANTE pra você testar seu GPS, horário de aulas totalmente diferente, comida diferente, informações de todo tipo, atividades extracurriculares pra você escolher, roupa pra lavar - que horas?! - dever de casa, pesquisa pra responder, uma saudade tirana... peeense num muído!

As acomodações são ótimas, o campus é lindo, as pessoas (em geral) são legais e prestativas, a comida tem sido uma grande diversão (pra mim; minhas colegas de quarto estão 2kg mais magras já, as póbi) e eu tenho uma professora simplesmente maravilhosa que eu já amo de paixão.

E eu tenho refletido um bom bocado e reavaliado uma série de coisas.

Uma coisa que aconteceu ontem e mexeu muito comigo foi o seguinte. A escola organizou uma confraternização (bacanééérrima, diga-se de passagem) pra que a gente conhecesse um grupo de professores de inglês japoneses que estava na UCI fazendo o mesmo que nós. Numa conversa com uma dessas professoras japonesas, perguntei de onde ela era. Segue o diálogo traduzido.

"Eu sou de Nagasaki."

"Nagasaki?! Jura? Nossa, que interessante!"

"Você conhece Nagasaki?!"

"Claro, por quê?"

"Porque aqui as pessoas com quem conversei nunca ouviram falar em Nagasaki!"

[eu, estupefata] "Como assim? As pessoas deste país nunca ouviram falar na cidade que ESTE PAÍS DESTRUIU?!"

Gente, ela estava se referindo a estudantes (e talvez até a professores) de uma universidade. Alguém me explique como é que o bombardeio de Nagasaki, simplesmente o evento que deu por encerrada a 2a Guerra Mundial, não fez parte do currículo escolar dessas pessoas?! Nem da vida civil comum! Eu aprendi sobre Nagasaki fora da escola, vendo televisão!!! Quando apareceu o assunto na aula de história, meus colegas tinham noção a respeito, como eu!

Nagasaki antes e depois da bomba atômica Fat Man.
Pois pasmem: aparentemente, isso não é ensinado nem discutido por aqui. Amanhã estou pensando em ir à igreja. Vou fazer o teste por lá, se me lembrar. Mas me digam: isso é sintomático ou eu que sou paranoica?

3 comentários:

Raoni disse...

É sintomático. -_- Você poderia sondar com outras pessoas.
Pergunta às pessoas na igreja, depois do culto, se elas sabem de Nagasaki. :B

Felipe562 disse...

acho que na Alemanha tbm não se fala sobre o holocausto...

Vânia Machado disse...

Que coisa! É inacreditável que não se conheça a respeito, você tem razão Pri.

 

Priscila Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review